Categorias
PIS 2018

PIS 2018/2019: Tudo sobre o abono salarial

Consulte e saiba todas as informações sobre o PIS 2018-2019. O PIS 2018-2019 será um pouco diferente dos outros anos, haja vista as mudanças ocorridas no pagamento do abono salarial do PIS adotada pelo governo em 2015 por conta do ajuste fiscal.

Logo mais falaremos das novas regras do adotadas desde o PIS 2016 e quem tem direito ao PIS 2018.

Como todos sabem o abono salarial do PIS é um direito trabalhista que foi criado na década de 70 pelo governo federal e tem como objetivo integrar o trabalhador na vida e no desenvolvimento social da empresa.

PIS 2018-2019

PIS 2018-2019

O PIS 2018/2019 será equivalente a um salário mínimo para quem trabalhou em 2015 por 12 meses, quem trabalhou menos será pago de maneira proporcional. Abaixo falaremos das novas regras do PIS 2016.

O pagamento do PIS 2018-2019 será bem diferente dos anteriores, o valor recebido como já foi dito será proporcional ao tempo trabalhado.

Mas antes de falar sobre que tem direito e das novas regras é bom saber o significado do PIS/PASEP, sigla conhecida por todos os trabalhados assalariados do Brasil.

O PIS é o Programa de Integração Social, é destinado aos trabalhadores de empresa privada e o pagamento é feito pela Caixa, já o PASEP é o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público é destinado ao funcionário publico e o pagamento é feito pelo Banco do Brasil.

Quem tem direito ao PIS 2018-2019

Para ter direito ao beneficio trabalhista do abono salarial do PIS o trabalhador deve cumprir alguns requisitos fundamentais exigidos em lei. O PIS 2018 não trouxe mudanças em relação ao anterior. As regras não mudaram, continuam as mesma desde 2016.

Vamos explicar como eram as regras antigas e as novas para quem tem direito ao PIS.

Antes
Tinha direito ao PIS o trabalhador que:
Tenha cadastrado no PIS há 5 anos
Tenha trabalhado por no mínimo 30 dias com carteira assinada no ano anterior;
Tenha recebido até dois salários mínimos;
Tenha seus dados relacionados na RAIS do ano anterior;

Depois – Novas regras
Tem direito ao PIS 2018:
Tenha cadastrado no PIS há 5 anos;
Tenha trabalhado por 30 dias consecutivos com carteira assinada em 2017
Tenha recebido até dois salários mínimos
Dados informados na RAIS 2017

Mas a partir do  PIS 2018-2019 o pagamento continuará sendo calculado de forma proporcional ao tempo trabalhado, como acontece com o 13º salário.

Calendário de pagamento do PIS-PASEP 2018-2018

O Calendário do PIS foi divulgado e o pagamento começa dia 26 de julho para os nascidos em julho. Quem nasceu entre os meses de julho a dezembro recebe dentro deste ano.

Já para quem nasceu entre janeiro e dezembro só em 2019. Confira todas as datas.

Quem tem conta na Caixa

Para os correntistas as datas são as seguintes:

  • Nascidos em julho: 24/07/2018
  • Nascidos em agosto: 14/08/2018
  • Nascidos em setembro: 11/09/2018
  • Nascidos em outubro: 16/10/2018
  • Nascidos em novembro: 13/11/2018
  • Nascidos em dezembro: 11/12/2018
  • Nascidos em janeiro e fevereiro: 15/01/2019
  • Nascidos em março e abril: 19/02/2019
  • Nascidos em maio e junho: 12/03/2019

Calendário do PASEP 2018-2019

O PASEP é pago pelo Banco do Brasil e a data de pagamento é conforme o numero final de inscrição do número PASEP, confira as datas:

calendário do PASEP 2019

Para quem é correntista do Banco do brasil o crédito acontecerá a partir do terceiro dia útil anterior ao inicio de cada de pagamento, conforme estabelecido no calendário.

Novas regras PIS 2018-2019

As novas regras do PIS 2018 foram alteradas pela medida provisória 665/2014 e entraram em vigor no dia 28 de fevereiro de 2015. O Calendário do PIS 2015 não foi afetado por estas regras, mas já no Calendário do PIS 2016 já começou a valer e muito trabalhadores deixaram de receber o valor de um salário mínimo.

Receberão o valor proporcional ao tempo trabalhado, quem trabalhou por 30 dias no ano -base meses terá direito ao valor referente à 1/12 avos  dp salário mínimo e só terá direito a um salário mínimo integral que trabalhou em 2017 durante os 12 meses.

Com estas novas regras do PIS que também atingem a concessão do seguro desemprego, o governo federal tem o objetivo economizar 18 bilhões de reais.

3.2/5 - (105 votes)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *